O que é o orgasmo?

O que é o Orgasmo
O que é o Orgasmo

Aqui você vai conhecer a resposta para a pergunta que talvez você não esperava ver por aqui, mas com certeza vai despertar a sua curiosidade.

AFINAL, O QUE EXATAMENTE É O ORGASMO? 

Para entender melhor o momento do orgasmo, nós precisamos voltar um pouquinho na história, até o surgimento dessa expressão. A palavra tem origem grega e significa algo como excitação e plenitude, duas sensações que são profundamente ligadas com a atual interpretação da palavra orgasmo, usada para descrever a sensação de máximo e profundo prazer que marca o clímax de uma prática sexual, seja ela acompanhada ou não. 

Apesar do destaque que o orgasmo recebe, ele não é garantia de uma boa relação sexual, na verdade, ele é apenas um dos estágios que a prática precisa atingir para ser totalmente satisfatória. De acordo com especialistas, o nosso ciclo de resposta sexual é composto por quatro etapas, sendo elas, o desejo, a excitação, o orgasmo e por fim a resolução. 

Tudo começa com um desejo, essa é a mais subjetiva das fases e pode ser despertada com ajuda de alguns estímulos sensoriais, como a proximidade do parceiro, o seu toque e até mesmo o cheiro de um perfume. Nessa etapa, o nosso psicológico também desempenha um papel importante, por que memórias de alguma vivência sexual ou uma fantasia erótica também podem ajudar. 

Os efeitos em nosso corpo podem incluir aumento de tensão muscular, aceleração da frequência cardíaca e no caso das mulheres, lubrificação vaginal.  

Em seguida vem a excitação, essa fase é marcada pelo aumento das sensações alcançadas durante o desejo, isso é como se você estivesse em um carro a 10 km por hora e fosse aumentando a velocidade de forma constante até duplica-lá ou mesmo triplica-lá. A recomendação feita por especialistas, é não ter medo desse aumento e, na verdade, dedicar bastante atenção a energia deste momento, pois ele é o responsável por abrir caminho para próxima fase desse ciclo.

Na terceira etapa. O tão esperado o orgasmo chega e, traz com ele uma sensação gigantesca de satisfação e leveza. Em homens o orgasmo pode ser dividida em dois estágios diferentes. O primeiro é marcado pela liberação do sêmen, que é visto por muitos como o maior sinal de um orgasmo, contudo, diferente do que muitos acreditam nem sempre os dois estão conectados e podem acontecer de forma independente um do outro, enquanto a ejaculação é uma resposta mecânica do corpo aos estímulos sexuais que recebemos, o orgasmo é o resultado de múltiplas reações físicas e neurofisiológicos que como você já sabe gera uma sensação de prazer intenso. 

O segundo momento do orgasmo masculino é chamado de período refratário e, faz referência ao tempo que o corpo do homem precisa para se recuperar do esforço investido na relação sexual, é por causa dessa peculiaridade diferente das mulheres, os homens não conseguem ter vários orgasmos seguidos. O tempo necessário para essa recuperação varia de acordo com a idade do homem. Porém, a média fica na casa dos 30 minutos. Eu sei que esse tempo pode parecer exagerado, entretanto manter relações sexuais é uma tarefa que exige esforço principalmente do corpo masculino. 

Por exemplo, você sabe a que velocidade o sêmen é expelido no momento da ejaculação? Segundo estudos, o esperma pode alcançar até 16 km por hora e, para garantir essa rapidez, acredite, é preciso muito esforço, somando isso aos outros minutos dedicados a relação sexual, um descanso é mais que bem-vindo. 

VOCÊ AINDA ESTÁ SURPRESO COM A INFORMAÇÃO SOBRE A VELOCIDADE DO SÊMEN? 

Então pode deixar que eu vou te explicar melhor. Como tudo em nosso corpo, essa característica, também tem um bom motivo por trás. Na verdade, a velocidade com que o esperma é expelido, tem o objetivo de facilitar uma possível gravidez, é isso mesmo, como os espermatozoides têm a sua frente um longo e tortuoso caminho, um bom impulso inicial, pode ser a diferença entre cruzar ou não a linha de chegada. 

Outra diferença que vale ser destacada entre o orgasmo feminino e o masculino, está no controle sobre esse momento, os homens não conseguem segurar o orgasmo e, a consequente ejaculação, caso o processo já tem começado. Isso porque o orgasmo se inicia segundos antes da ejaculação, com uma grande contração do pênis e dos testículos em preparação para o grande momento, é  por este motivo que a prática do coito interrompido, que consiste na interrupção da atividade sexual pouco antes da ejaculação, é desaconselhada por profissionais como método contraceptivo. Afinal, o controle que os homens têm sobre esse momento é bem pequeno. 

O orgasmo feminino, é ao mesmo tempo, parecido e diferente do masculino, para começar ele é requer muito mais estímulos e concentração, parte dessa necessidade maior de atenção, se deve ao fato da vagina possuir menos terminações nervosas do que o pênis, como que para compensar as mulheres são capazes de ter orgasmos repetidos sem nenhuma interrupção entre eles, bem diferente do cenário vivido pelos homens. Sendo assim, para alcançar um verdadeiro orgasmo feminino é preciso dar bastante atenção para uma parte específica do corpo da mulher, o clitóris.  Esse órgão possui cerca de oito mil terminações nervosas, sendo mais sensível do que várias partes do corpo, seja masculino ou feminino, para você ter uma ideia, o clitóris é mais sensível do que os nossos lábios, a língua e até a ponta dos dedos. O órgão dá de 10 a 0 no pênis, pois possui o dobro de terminações nervosas que o representante masculino. 

Conhecendo todas essas informações sobre o clitóris. Você pode se perguntar, o porquê das mulheres alcançarem o orgasmo menos vezes do que os homens? 

Essa pergunta pode ter várias respostas, mas a principal delas está ligada à falta de interesse dos parceiros no prazer de suas companheiras. Dentro da nossa sociedade o sexo foi por muito tempo definido apenas como um caminho para a gravidez, de forma a ser voltado apenas para reprodução da espécie, sem nenhuma ligação com o prazer, essa interpretação acabou sendo benéfica para os homens, já que para garantir a reprodução, eles só precisam ejacular, ou seja, mesmo que o sexo não fosse voltado para o prazer, o homem quase sempre alcançava o orgasmo. Enquanto isso, o único dever da mulher era ser fértil e gerar crianças saudáveis, contudo esse papel vem passando por grandes mudanças nas últimas décadas, que resultaram em descobertas importantes sobre a reprodução humana. 

Uma pesquisa publicada em 2019, revelou que o clitóris pode ter um papel essencial para a fertilidade, pois quando estimulado de modo correto, o órgão promove o aumento do fluxo sanguíneo vaginal, o que evita, dores durante a penetração, além disso, a lubrificação, a oxigenação e a temperatura também aumentam e tudo isso ajuda na hora da fecundação. Inclusive, alguns pesquisadores defendem que o clitóris, já teve uma participação muito maior do que essa em nossa reprodução. Segundo esses estudiosos, em algum momento da nossa evolução, o orgasmo feminino era essencial para garantir a fecundação do óvulo. De acordo com essa teoria, a ovulação, processo em que um óvulo que está pronto para ser fecundado, é liberado pelo ovário, só acontecia depois que a mulher atingia o orgasmo. Sendo assim, ele funcionaria quase como um controle de natalidade, já que só aconteceria quando a mulher se sentisse confortável o suficiente, para transar com parceiro e possivelmente engravidar dele. 

Lembra que eu falei do nosso ciclo de resposta sexual lá no começo, pois é, agora nós chegamos na última das etapas, chamada de resolução. Nessa fase, após o orgasmo o nosso corpo vai lentamente retornando ao seu estado prévio, sem toda aquela agitação sexual, a nossa musculatura relaxa e o nosso corpo vivencia uma sensação de cansaço prazeroso, quase que uma missão cumprida, a partir daí, fica a critério do casal, qual vai ser a próxima atividade, talvez um banho ou mesmo umas boas horas de sono. 

E aí você já conhecia alguns desses fatos? 

QUAL A INFORMAÇÃO QUE MAIS CHAMOU A SUA ATENÇÃO? 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigo anterior
Curiosidades sobre Blumenau

Curiosidades sobre Blumenau – SC

Próximo artigo

Por que CURITIBA é a MELHOR CIDADE do BRASIL?

Artigos relacionados